AE BRASIL: Prefeito de Chapecó detona Inter: "Clube grande com direção de várzea"

Prefeito de Chapecó detona Inter: "Clube grande com direção de várzea"

REPRODUÇÃO ESPN
O Internacional segue colecionando críticas. Depois de ser atacada pela própria torcida, a diretoria do clube ouviu mais palavras pesadas, desta vez de Luciano Buligon, prefeito de Chapecó.

"O Internacional é um clube grande com pequenos administradores. O Fernando Carvalho é um dirigente de várzea dirigindo um clube grande. O Inter tem direção de várzea, amadora. Tem uma bela torcida, muitos sócios e um dirigente de várzea. Ele foi muito inoportuno", disse em entrevista ao UOL Esporte.
Toda a revolta com o Internacional começou na quarta-feira, quando o vice de futebol colorado Fernando Carvalho comparou a tragédia da Chapecoense com a ‘tragédia particular' do Inter e disse que o clube seria prejudicado pelo adiamento da última rodada do Campeonato Brasileiro.
Depois, o próprio Carvalho tentou se desculpar. O presidente Vitória Píffero também se manifestou e falou em não jogar a última rodada - contando com o apoio público dos jogadores colorados. O problema é que ele mesmo sinalizou para um ‘campeonato incompleto', o que poderia acabar salvando o Inter.
"O sentimento é que não poderia mais ter futebol em 2016. Mas, evidentemente, ficamos sujeitos às ordens da CBF. A proposta é não ter mais futebol em 2016. Como fazer, o que fazer, eu não sei. Essa proposta é por absoluta falta de condições emocionais", começou.
"Não estou abrindo mão de nada, estou colocando um sentimento. O campeonato estaria incompleto", completou, dizendo que não abriria mão da permanência na primeira divisão. Nesta sexta, os mesmos jogadores vieram à público de novo para tentar esclarecer que a posição deles não é essa e até ‘aceitaram' o rebaixamento caso a última rodada da competição não fosse disputada.
No sábado, foi a vez de a própria torcida colorada protestar com uma faixa no treino. "Força, Chape. Clube grande, diretoria pequena. Na A ou na B estaremos contigo. Cala-te, Píffero".
Ainda não há nenhuma definição oficial sobre o que vai acontecer. Por enquanto, a última rodada do Campeonato Brasileiro está marcada para o dia 11 de dezembro. O Inter, que duela ainda com o Fluminense, é hoje o primeiro time dentro da zona de rebaixamento, com dois pontos de desvantagem para o Sport, seu principal rival contra a degola. Os colorados, portanto, não dependem apenas de si para se salvarem.
Paralelamente a tudo isso, o Inter ainda protocolou no STJD um recurso para tirar pontos do Vitória, por escalação irregular do zagueiro Victor Ramos.
Fonte: ESPN